• Maria Clara Medeiros

As casas de Pablo Neruda no Chile

Post escrito pela colaboradora Mariana Amorim


Quem viaja ao Chile acaba encontrando um pouco de Pablo Neruda por todos os lados. Além de poesia, o escritor chileno era apaixonado por arquitetura e deixou como legado três casas que servem como um registro de sua história e paixões. Durante os dias que estive por lá, tive oportunidade de visitar e conhecer duas e delas e posso garantir que vale o passeio



La Sebastiana – Valparaíso O bate volta mais famoso para quem viaja a Santiago, Valparaíso fica a mais ou menos duas horas da capital chilena e foi construído por Neruda para se isolar do caos da cidade grande. Colorida, a casa tem formato de navio e vista para o porto da cidade (um dos mais importantes do país). O nome é uma homenagem ao antigo dono do empreendimento, o construtor espanhol Sebastián Collado. O passeio por La Sebastiana não precisa ter hora marcada e é possível alugar o sistema de áudio guia em português, o lugar possui uma coleção de mapas, pinturas, relíquias marinhas e uma lojinha de suvenires.


Las Gaivotas – Isla Negra O mar azul do pacifico é a vista inesquecível da casa de Neruda na pequena cidade de Isla Negra. É considerada a casa mais importante e interessante do poeta. Em Las Gaivotas estão um enorme acervo pessoal de Neruda e as coleções inusitadas do poeta como garrafas, tampas, conchas, pedras e barquinhos. Assim como em La Sebastiana, não precisa de hora marcada para conhecer Las Gaivotas e o acesso a área externa da casa é gratuito. Para quem é fascinado pelo poeta, como eu, vale pagar a entrada no museu e ouvir um pouco da história do lugar e seus tesouros. Na casa de Isla Negra também está a tumba com corpo de Pablo Neruda e sua esposa Matilde. A casa tem acesso à praia rochosa onde é possível molhar os pés no mar sempre gelado.








Las Chascona – Santiago Infelizmente foi a única casa que não tive oportunidade de conhecer. Las Chascona foi construída para a amante e futura esposa, Matilde. Segundo guia que estava comigo em Isla Negra, La Chascona – a descabelada – recebeu esse nome em homenagem ao cabelo volumoso de Matilde. A casa foi construída por um arquiteto catalão e tem um design nada convencional. Altamente ligado a política e opositor ferrenho do governo ditador de Pinochet, Neruda teve suas três casas invadidas pelos militares. Ainda de acordo com o guia, La Chascona foi parcialmente destruída e alguns livros desapareceram. Atualmente em Las Chascona funciona a sede da Fundação Pablo Neruda e uma biblioteca pública.



0 comentário

©2019 por Guia Fantástico.